Pra praticar

by Tom Gangue

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $7 USD  or more

     

1.
04:05
2.
02:41
3.
4.
5.

about

Tom Gangue é:

Bernardo Cunha - vocal/guitarra
Gabriel Otero - baixo
Fábio Baltar - guitarra
Daniel de Moraes - bateria

-------------------------------------------------------------------------------------

Gravado e mixado por Deborah F. em Cosmorama Records

credits

released March 13, 2015

tags

license

all rights reserved

about

Umbaduba Records Porto Alegre, Brazil

Umbaduba Records

contact / help

Contact Umbaduba Records

Streaming and
Download help

Track Name: 18
Já falei pra você esperar
Eu já te disse que faz mal respirar
Esse perfume que você usou
Esse perfume que você usou

Já falei pra você esperar
Eu já te disse que faz mal respirar
Esse perfume que você usou
Esse perfume que você usou
Vai esperar a festa terminar
Vai chegar em alguém pra variar
Vai querer dançar em outro lugar
Espera

Não vai adiantar, nada acontece depois das 3
Eu disse nada, nada de bom
Acontece depois das 3
Não vai adiantar, nada acontece depois das 3
Eu disse nada, nada de bom
Acontece depois das 3

Já falei pra você se acalmar
Eu já te disse que não vou tolerar
A maneira que você tratou
A garota que você beijou
Eu já falei pra você se acalmar
Eu já te disse que não vou tolerar
A maneira que você tratou
A garota que você beijou

Não vai adiantar, nada acontece depois das 3
Eu disse nada, nada de bom
Acontece depois das 3
Não vai adiantar, nada acontece depois das 3
Eu disse nada, nada de bom
Acontece depois das 3
Track Name: Pela manhã
E se eu quiser deitar e não fazer nada
E se eu quiser deixar a vida passar por mim
O meu próximo passo é o mesmo de dez passos atrás
E eu continuo parado enquanto tudo se desfaz
Enquanto tudo se desfaz

Sou preguiçoso, previsível
Não espere que eu te surpreenda
Sou preguiçoso, previsível
Não me chame pela manhã

Você é a minha menina favorita
Sempre estive aqui e você nunca me viu
Quando te chamar pra sair só quero uma chance
Eu só quero uma chance

Sempre gostei de você
Por que não gosta de mim?
E se for pra ser assim, então é melhor nem ser
Sempre gostei de você
Por que não gosta de mim?
E se for pra ser assim, então é melhor nem ser
Track Name: Não me sinto à vontade
Nunca teve ninguém ou
Alguma coisa que te deixasse anestesiado
Vive trancado em seu quarto, é um desesperado
Por alguém pra te escutar

Amigos falsos, sorrisos falsos
Não da nem pra se iludir com
As belas meninas que te maltratam
Só pra todo mundo rir

Eu não me sinto à vontade
Não me sinto à vontade
Não me sinto à vontade
Não me sinto à vontade

Tudo tem um porém tem
Algum problema que te deixava desanimado
Fala de um tempo mais feliz
Onde não era mas o mesmo com alguém pra lhe falar que

Seus comprimentos estão esgostados
Seu sorriso desbotou com as
Mesmas pessoas que te cercavam
Quando tudo virou dor

Eu não me sinto à vontade
Não me sinto à vontade
Não me sinto à vontade
Não me sinto à vontade
Track Name: Mera obsessão
Como se fosse fácil decifrar
Como se fosse fácil assim chamar sua atenção
Eu não quero te envergonhar
Só quero que me entenda é uma mera obsessão
E se por acaso se interessar
Te falei meu nome e você sabe onde me achar
E quando te encontrar não vou saber o que dizer
Eu não sei o que dizer não vou saber o que dizer

É mera obsessão, mera obsessão
É mera obsessão, mera obsessão

Já passou um bom tempo e não consegui falar
Tudo aquilo que eu preparei
Duas semanas decorando um discurso
Pra poder não gaguejar
E quando estava quase indo embora
Você me segurou, me deu um abraço
Me chamou de engraçado
Foi ai que eu me soltei
E consegui dizer que você
Era minha mera obsessão

É mera obsessão, mera obsessão
É mera obsessão, mera obsessão
Track Name: Como demonstrar part. Octavio Neto
Confusão. Estado atual de coisas, gênero, número e grau. A imaginação pode perceber que sempre há espaço para a novidade do pensamento, porém parece que certas correntes acorrentam até mesmo o imaterial. Educação proibida, geração torpe nunca encontrará uma saída. No progresso não há excesso nem espaço pra patifaria. De gresso no meu discurso não busco te agradar nem conquistar simpatia.

Pra praticar
proporcionar
A melhor forma
De se demonstrar
Com a coragem
Como te conquistar
Com combustível
Como comemorar

Vamos lá
Vamos verificar
Todas as maneiras
De se encontrar
Com conformismo
como se questionar
Com companhia
como se comportar

Que bicho te mordeu? Aonde vamos parar? No ludismo a esperança de talvez se encontrar. Faço o que faço mas quando corro nem parece que dei um passo. Mas o fato passado nos garante experiencia pra tentar levar a vida com uma maior malemolência.
Idas e vindas, encontros e desencontros. Crônicas de uma vida anunciada que antes de ser divulgada já estava no imaginário popular.
A insustentável leveza do ser pesada na balança dos subnutridos. A carência de vitaminas diminui o ritmo do pensamento crítico. Teoria sem avaliação é o mesmo que ver sem saber olhar. Na loucura reside a razão de não aceitarmos simplesmente o não. Irmãs, irmãos. Não se trata de um bordão do Jô. Escravos de Jó seguem acorrentados e no mar que não está pra peixe não serão eles que não morrerão afogados. Pensamentos de dor abafados por sussurros que vêm da rua. Quanto aos outros, os olho com receio de que tomam o que conquistei o lugar que anseio.
Pesamos os outros por merda só que todos valemos o mesmo. Na verdadeira alquimia da vida o suor transmuta sem alimento. Ao trabalhador porém o desgostoso gosto de uma vida insossa. Busca-se somente o sustento, não lhe cabe parte dos dividendos, tão pouco somos no grande mundo que temos.
Acordei. Assustei,me corei ao ver que o mundo continuava colorido. Proibido interesse desinteressado em saber como a luz ilumina o que antes nem mesmo o instagira era de fato respondido. Estilhaços dos tetos de vidro por todos os lados se lançam e o conforto hediondo segue transformando-nos em monstro. Porém quem tem medo do escuro com a claridade se conforta. Mas quem há de nos tirar da caverna para todos, o sol, iluminar.
Somos, sendo, indo, vamos. A beira do precipício estamos para que talvez em direção à liberdade possamos nos lançar. Tanto faz, a vida agora anda pra trás. Através do ódio recíproco paradoxalmente clamamos por paz, assim o nó na garganta não se desfaz, pelo contrário, sufoca os gritos nesse mundo tenáz.
O doce gosto do mel não mais o é, agora é féu. Não canso porque pensando já estou descansando. E quando olho pra cima considero o que está abaixo.

Pra praticar
Se conformar
Pra praticar
Se encontrar
com a coragem
Se questionar
A melhor forma
De proporcionar

Vamos lá
Vamos se comportar
Vamos lá
Vamos se demonstrar
Com companhia
Te conquistar
Com companhia
Como comemorar

Pois os três vezes Sábio advertiram sobre este fato. O micro revela o macro. O mundo que está de cabeça pra baixo. Diga-me o que queres e te direi quem és.